10 de julho de 2019
Arquitetura e engenharia: 3 projetos brasileiros que desafiam o comum

A arquitetura brasileira passou por diversos processos evolutivos, sofrendo muitas interferências e alimentando-se de referências de todos os cantos do mundo. Assim como nosso povo, nossa arquitetura é, ao mesmo tempo, diversa e única, o que faz com que algumas obras vençam a barreira do esperado e transcendam diante da arquitetura e engenharia tradicional. Por isso, nós, da MKS, trouxemos para você 3 projetos brasileiros que desafiam o comum.

Edifício Santos Augusta 

Arquitetura e engenharia: 3 projetos brasileiros que desafiam o comum

Responsável por projetos arquitetônicos em cidades como Nova Iorque e Viena, Isay Weinfeld trouxe ao centro de São Paulo uma obra única, contemporânea e que desafia o óbvio. Com quatro volumes superpostos, o Santos Augusta revela-se um conjunto de distinções harmônicas, já que cada peça possui tamanhos, texturas e alinhamentos diferentes. Essa estrutura é suportada pelo lobby e por quatro pilares, o que mantém o térreo aberto como uma praça, tornando-o uma bela extensão do espaço público da cidade. 

Centro de Formação de Professores EducaMais Jacareí

Arquitetura e engenharia: 3 projetos brasileiros que desafiam o comum

“O desafio é que seja surpreendente, contemporâneo e que leve as raízes brasileiras consigo.” — essas são as palavras do arquiteto Ruy Ohtake sobre a arquitetura brasileira. E foi nesses pilares que construiu o Centro de Formação de Professores EducaMais Jacareí. O prédio ocupa uma área aproximada de 10 mil metros quadrados, e chama atenção por seu design e utilidade, pois possui um grande e versátil teatro, uma sala de exposições e vários espaços para conferências e formação de professores da cidade. A fachada é pintada em tons de vermelho e Ohtake diz que estas cores representam, em conjunto com a sua forma, um grito, um forte grito de cultura

Japan House São Paulo

O Japan House é um projeto criado pelo governo do Japão para difundir a cultura japonesa pelo mundo. Não só um ponto de referência para a cultura milenar, mas também de representação do Japão contemporâneo, com toda a cultura e tecnologia do país no século XXI. É um espaço para interação entre as culturas locais e o universo japonês, e está presente em três cidades: Londres, Los Angeles e São Paulo. O projeto da Japan House São Paulo foi desenvolvido pelo arquiteto Kengo Kuma em parceria com o escritório FGMF Arquitetos. O prédio destaca-se dos demais por sua fachada, que traz a leveza e o impacto visual de uma cortina de réguas de madeira de hinoki trabalhadas por artesãos japoneses.

Esses são alguns projetos brasileiros que desafiam o comum, trazendo aspectos estéticos, funcionais e inovadores, seguindo os pilares da boa arquitetura. Você já visitou algum desses prédios? Conta nos comentários como foi sua experiência! 

Leia também: 5 construções que contam a história da arquitetura nacional

Voltar
Vamos conversar?
Entre em contato conosco através do formulário abaixo ou pelo e-mail. Responderemos o mais breve possível.

quero que entrem em contato comigo através do whatsapp