1 de julho de 2019
Esquina Chartier é escolhido como cenário por formandos de Arquitetura e Urbanismo

O objetivo principal da MKS sempre foi usar todo o seu potencial para organizar da melhor maneira possível os espaços e entregar verdadeiras gentilezas urbanas à cidade. Vemos esse objetivo alcançado quando nosso trabalho impacta de forma positiva a sociedade e vira referência

Esse é o caso do nosso empreendimento que está em fase de conclusão, o Esquina Chartier, que foi escolhido por uma turma de formandos do curso de Arquitetura e Urbanismo da UniRitter para ser cenário de seu ensaio fotográfico

Uma das 63 formandas e formandos, Júlia Zardo, de 23 anos, conta que desde sua infância sente uma conexão muito forte com a parte criativa da arquitetura, e, para ela, é fascinante ver um projeto sair do papel. Quando questionada sobre a escolha da MKS para as fotos da turma, ela diz que é uma questão de admiração pela boa arquitetura, e que vê isso em nossos prédios. 

“Na hora da escolha de onde fazer as fotos para o convite de formatura, as opções foram as mesmas, onde todo mundo sempre faz. Por que então não fazer em um local que tenha tudo a ver com aquilo que estamos para nos tornar?” 

Esquina Chartier é escolhido como cenário por formandos de Arquitetura e Urbanismo

Júlia Zardo nas obras do Esquina Chartier.

Ainda sobre a escolha, perguntamos o motivo específico de ter escolhido o Esquina Chartier e não um de nossos empreendimentos concluídos. Júlia respondeu o seguinte: 

“O cenário, com certeza! Teríamos mais espaços para fotografar, as fotos sairiam diferentes do comum. Por isso no Esquina Chartier e não no JCândido, por exemplo, que também é lindo!”

Confira agora um pouco do ensaio da turma de formandos de Arquitetura e Urbanismo nas obras do Esquina Chartier, realizado pela Difoccus Produções

Júlia Zardo nas obras do Esquina Chartier.

Júlia Zardo nas obras do Esquina Chartier.

Para finalizar, perguntamos para Júlia qual é, hoje, a maior qualidade dos projetos arquitetônicos e o que essa nova geração que está vindo pode acrescentar à área. 

“Acho que hoje existem duas questões. A primeira delas, sem dúvida, é que quem consome arquitetura está tendo cada vez mais acesso à informação, então existe a necessidade de fazer algo que se destaque; para isso, quem está entrando no mercado precisa se esforçar bastante e vir com algo novo! A segunda delas é o BIM (Building Information Modeling), que no meio acadêmico ainda existe uma certa resistência, mas não tem mais volta! E ele vem, sem dúvida, pra ajudar muito no desenvolvimento da boa arquitetura.”

Conheça mais sobre o Esquina Chartier, o prédio escolhido como cenário pelos formandos de Arquitetura e Urbanismo da UniRitter.

Leia também: 

Esquina Chartier: conheça os detalhes do nosso decorado

Gentileza Urbana: quando a arquitetura impacta positivamente a cidade

Voltar
Vamos conversar?
Entre em contato conosco através do formulário abaixo ou pelo e-mail. Responderemos o mais breve possível.

quero que entrem em contato comigo através do whatsapp