20 de novembro de 2018
Murais tridimensionais: descubra como eles transformam as fachadas dos prédios
Urban Nation, em Berlim. Arte de Mr. June.

Não é de hoje que artistas transformam fachadas de prédios e muros pelas cidades do mundo. O grafite teve um papel fundamental nessa transformação, trazendo cor e novas identidades a lugares que antes eram cinzas e sem vida. Embalados por esse movimento de revitalização das cidades, os murais tridimensionais estão tornando as paisagens verdadeiras obras de arte em céu aberto. Como nós, da MKS, somos apaixonados por esses projetos doidos e revolucionários, decidimos trazer um pouquinho dessa arte aqui para o blog.

Um dos expoentes na arte dos murais tridimensionais é David Louf, conhecido como Mr. June, que se utiliza de fundamentos geométricos para trazer elementos arquitetônicos em 3D para suas obras. Seus murais tridimensionais chamam a atenção por desafiarem nossa perspectiva e por serem simplesmente deslumbrantes.

Little Havana, Miami. 2017.

Trabalhando com grafite desde 1985, Mr. June não cansa de inovar e de surpreender o mundo com suas obras revigorantes.

mrjune_denver_2018 from mr.June on Vimeo.

Peeta é outro artista que não poderia ficar de fora desta lista. O veneziano Manuel Di Rita, que atende por Peeta, vem transformando muros pelo mundo com obras que desafiam os sentidos e enganam o observador, de tão bem elaboradas que são. Seu trabalho é complexo e fascinante, capaz de criar não somente ilusões de profundidade, como também de volume e movimento.

Draw the line. Campobasso, Itália. 2016.

Desde 1993, Peeta trabalha com grafite, membro da EAD, em Padova, e FX e RWK em Nova Iorque. Além do spray, o artista também domina pintura em tela e escultura em PVC, bronze, acrílico e fibra de vidro o que agrega o aspecto tão especial e único em seus murais tridimensionais.

Urban Forms Festival. Lodz, Polônia. 2018.

Quando se pensa em murais tridimensionais, rapidamente nos vêm à mente obras contemporâneas. Porém nem só de pinturas abstratas e geométricas se fazem os murais tridimensionais. Patrick Commecy é um artista que prova que os murais em 3D podem ser clássicos, sim!

Au fil de Loire. Brives-Charensac, França. 2009.

Com seus afrescos, Commecy vem, desde a década de 70, tornando as fachadas da França e do mundo em obras vivas. Seu trabalho ficou conhecido como muralismo e anda lado a lado com a arquitetura, ao criar efeitos e ilusões utilizando-se de ângulos e de características já existentes nos edifícios.

Porte de l’amour courtois. Aurec-sur-Loire, França.

Seja com afrescos clássicos ou curvas contemporâneas, os murais tridimensionais trazem hiper-realismo e quebram a monotonia dos prédios cinzas, conferindo mais vida às nossas cidades e mais inspiração às nossas vidas. E tornam nosso dia a dia muito mais interessante, não acha?

Voltar
Vamos conversar?
Entre em contato conosco através do formulário abaixo ou pelo e-mail. Responderemos o mais breve possível.

quero que entrem em contato comigo através do whatsapp