4 de dezembro de 2017
Saiba como tornar uma obra mais sustentável

A sustentabilidade é um assunto cada vez mais tratado em todas as esferas sociais – inclusive na arquitetura e na engenharia. Construir, dar início a novos empreendimentos e projetos são ações que exigem cautela, respeitando todas as normas necessárias para que a obra ocorra em harmonia com a natureza e não resulte em impactos ambientais.

Mas o que, exatamente, torna uma obra sustentável? São vários os fatores que influenciam nisso: os materiais, os gastos, o uso consciente de recursos naturais e por aí vai… Nós, da MKS, estamos sempre de olho em iniciativas eco friendly, pois entendemos que nosso papel é fundamental para a manutenção do meio ambiente! Quer saber algumas dessas iniciativas? Confira esse post e saiba como tornar uma obra mais sustentável!

Consumo de água

Para quem está de fora do processo, uma obra parece não demandar um alto consumo d’água, porém, a produção de 1m³ de concreto exige cerca de 200 litros de água! Além disso, a limpeza e o resfriamento das máquinas também contribuem com esse consumo. Para que isso não pese tanto – nem para o bolso, nem para o meio ambiente – é possível tomar algumas atitudes: a captação de água da chuva e a reutilização do abastecimento são duas das mais comuns e ajudam muito a tornar a sua obra mais amigável com a natureza.

De onde vem seu material?

Os materiais utilizados na obra fazem toda a diferença! A produção de cimento é uma das maiores responsáveis pela emissão de gás carbônico na atmosfera, por exemplo. Além disso, a fabricação de materiais de construção e a própria execução das obras é apontada como a responsável por cerca de 30% de toda a liberação dos gases do efeito estufa. Por isso, é necessário pensar muito bem nos materiais que serão utilizados no projeto.

Vale o lembrete: utilize apenas madeiras certificadas na sua obra. A extração ilegal de madeira – realizada, principalmente, na floresta amazônica – é uma das maiores responsáveis pelo desmatamento no mundo. Seja consciente!

Consumo energético

O alto uso de energia elétrica – durante a obra e no pós-obra – é extremamente danoso ao meio ambiente. Por que não pensar em energias alternativas? A fotovoltaica, por exemplo, é uma das que mais cresce em uso no mundo todo, sendo menos danosa à natureza.

Além do consumo de eletricidade durante a obra, é preciso ter em mente o que acontece depois. O consumo de energia em edificações representa 47% do total em nosso país, portanto, na fase de projeto, opte por estruturas sustentáveis, que permitam o aproveitamento da luz e da ventilação natural.

Gestão de resíduos

Toda obra gera algum tipo de resíduo – não há exceção para essa regra. O que se pode fazer para amenizar o impacto da produção de todo esse “lixo” é descartá-lo da forma correta. Assim, diversos materiais que iriam fora podem até mesmo ser reutilizados em outras obras. A reciclagem de resíduos de construção civil e demolição diminui o desperdício e os valores de descarte de entulho. É vantagem para todo mundo!

Substituição de materiais no escoramento da obra

Pode parecer difícil, mas não é: atualmente, existem várias formas de substituir a madeira dos escoramentos por outros materiais mais sustentáveis, como fôrmas e travamentos de metal. Vários métodos podem ser empregados para isso – o escoramento de lajes planas com Mills Deck Light é um exemplo disso. E não é questão apenas de matéria-prima. O método de escoramento empregado também pode ser diferente de acordo com os sistemas aplicados. Alguns são capazes de reduzir notavelmente o tempo da obra e dos resíduos finais.

Existem algumas certificações ao redor do mundo que atestam quando grandes obras são sustentáveis. Atualmente, a principal é a internacional LEED (Leadership in Energy  and Environmental Design), mas também são utilizadas a alemã DGNB (Deutsche Gesellschaft für Nachhaltiges Bauen) e a inglesa BREEAM (Building Research Environmental Assessment Method). Elas levam em conta a eficiência energética, o uso racional de água, a gestão de resíduos e vários outros fatores.

Quer saber de algo muito legal?!

O Brasil é a sede da primeira arena esportiva sustentável do mundo: o Castelão, de Fortaleza! Certificado pela LEED.

Com um pouco de cuidado, é possível tornar uma obra sustentável e integrá-la à natureza sem causar tantos danos!

Voltar
Vamos conversar?
Entre em contato conosco através do formulário abaixo ou pelo e-mail. Responderemos o mais breve possível.

quero que entrem em contato comigo através do whatsapp