31 de outubro de 2017
5 livros sobre o lado humano da engenharia/arquitetura

Na faculdade, somos bombardeados com livros para ler. São recheados de teorias, cálculos e fundamentos das mais diversas matérias, que serão indispensáveis para o nosso crescimento profissional. Porém, quando nos formamos, nos damos conta de algo: faltam, dentro de tudo isso, leituras que abordam o crescimento pessoal dentro do que escolhemos.

Toda profissão possui um lado humano – e não é nada diferente com a engenharia e a arquitetura. Precisamos, ao longo de nossa caminhada, nos preocupar com questões éticas e morais, e os livros teóricos não nos deixam totalmente preparados para isso. É claro que o aprendizado vem com a experiência, mas existe, na literatura, alguns bons ensinamentos nos quais podemos nos apoiar. Confira as dicas da MKS de 5 livros sobre o lado humano da engenharia/arquitetura!

Habitar, de Juhani Pallasmaa

O livro Habitar traz cinco ensaios do arquiteto e crítico finlandês Juhani Pallasmaa. Nele, o autor traz ideias e conceitos mais filosóficos da arquitetura, investigando as realidades afetadas pela profissão. São trabalhos escritos entre 1994 e 2015, que tratam sobre dimensões do tempo, da intimidade e das faces poéticas da construção – que não estão apenas nas dimensões materiais, geométricas e racionais aprendidas em aula. Habitar é uma viagem à realidade mental e subconsciente da construção e suas consequências.

Cidades para Pessoas, de Jan Gehl

Neste trabalho, Gehl traz uma visão surpreendente das cidades, após observações feitas na Europa, nas Américas e na Austrália. São feitas diversas reflexões sobre o que faz as cidades crescerem e como elas devem fazer isso de forma sustentável, aproveitando os espaços públicos e favorecendo a vida urbana (algo extremamente necessário na atualidade, quando mais de metade da população global vive em áreas urbanas). São lições essenciais para os profissionais que tem poder para modificar essas realidades – como engenheiros e arquitetos.

Cidades Sustentáveis, Cidades Inteligentes, de Carlos Leite de Souza

Esse livro foi finalista do Prêmio Jabuti em 2013, e traz insights maravilhosos sobre como o desenvolvimento com sustentabilidade torna as cidades mais inteligentes e eficientes das mais diversas formas. Ele traz exemplos reais de iniciativas bem sucedidas neste quesito – uma boa forma de refletir sobre o papel do arquiteto ou engenheiro nessas mudanças, que mexem com a parte ética e social do nosso planeta.

A Arquitetura da Felicidade, de Alain de Botton

O Arquitetura da Felicidade traz uma visão diferente da arquitetura: segundo o autor, ela pode influenciar muito mais do que imaginamos na vida de alguém, tanto afetiva quanto profissional. De acordo com ele, o lar é um refúgio psicológico, como um amigo, e é o que procuramos em todos os momentos – sejam bons ou ruins. Para de Botton, cada obra expõe um diferente olhar de felicidade, e reflete os valores de cada indivíduo.

A Engenharia e os Engenheiros na Sociedade Brasileira, de Pedro Carlos Silva Telles

Neste livro, Telles traz um histórico da engenharia e faz ligações entre ela e o contexto social de cada época. O autor já possui quase 70 anos de carreira na engenharia, o que rendeu um conhecimento imenso de todos os conceitos da área e sua ligação com a sociedade. De acordo com ele, qualquer obra da engenharia deve atender quatro objetivos: funcionalidade, segurança, economia e estética. É um texto rico em curiosidades e pontuações geniais, indispensáveis para o profissional que quer fazer a diferença.

Essas são nossas cinco dicas de leitura para o arquiteto ou engenheiro que se interessa pelo lado humano dessas profissões e seu impacto dentro da sociedade. Você tem alguma indicação? Conte para nós nos comentários!

Voltar
Vamos conversar?
Entre em contato conosco através do formulário abaixo ou pelo e-mail. Responderemos o mais breve possível.

quero que entrem em contato comigo através do whatsapp