11 de setembro de 2017
8 lugares do mundo que todo arquiteto deveria conhecer um dia

A arquitetura é uma arte milenar – existem milhares de cidades no mundo que podem mostrar bons exemplos disso. O arquiteto é o artista e sua expressão transforma paisagens, conta histórias e define grandes marcos da humanidade. Há muito para se descobrir sobre uma cidade e seu povo ao olhar para seus prédios e construções. Cada lugar é marcado por seu estilo arquitetônico, suas obras e a maneira como incorpora novos elementos e movimentos urbanos.

Pensando nisso, nós, da MKS, criamos uma lista com 8 lugares do mundo que todo arquiteto deveria conhecer um dia. Confira:

Ouro Preto

Antes de querer sair mundo afora para explorar a arquitetura mundial, porque não parar um pouquinho e apreciar as belezas que temos por aqui na terrinha? Declarada como patrimônio mundial da UNESCO em 1980, a cidade mineira de Ouro Preto é reconhecida pelo seu valor histórico-cultural. Sendo o maior conjunto arquitetônico barroco do mundo, a antiga Vila Rica segue deslumbrante desde o Brasil Colônia.

Andar por suas ruas é uma aula viva!

Há muito o que se aprender entre pontes, igrejas e palácios que falam de nossas origens e de como o brasileiro tomou a expressão artística europeia e a tornou em algo inteiramente novo. Não há nada no mundo como as construções históricas de Ouro Preto. Seus traços únicos e silhuetas marcantes – assinadas por gênios como Aleijadinho – emolduram a paisagem montanhosa e bela de Minas Gerais. Um deleite para os olhos e parada obrigatória para quem quer se inspirar.

Obra de Aleijadinho, Igreja de São Francisco de Assis é cartão-postal de Ouro Preto

São Paulo

São Paulo é a maior cidade da América do Sul e o centro de todas as novidades no Brasil. Por isso, suas obras arquitetônicas modernas e as ruas cheias de intervenções artísticas tornam o destino inesquecível para qualquer arquiteto apaixonado por arte!

Edifício residencial da incorporadora IdeaZarvos na Vila Madalena, projetado pelo arquiteto Isay Weinfeld. Foto: Skyscrapercity

Na Avenida Paulista, apaixone-se por alguns dos principais prédios do centro financeiro da cidade, além do Museu de Arte Assis Chateubriand (MASP), que é parada obrigatória. Além disso, não deixe de passar pelo Parque Ibirapuera, a Pinacoteca e o Mercado Municipal. No caminho, você vai deparar com muita arte de rua. O graffiti é marca registrada de São Paulo, na qual se destaca alguns artistas como Binho Ribeiro, Paulo Ito e Kobra. Já escrevemos sobre a arte urbana destes artistas em São Paulo aqui no blog

Podemos inclusive citar o bairro Vila Madalena, que é palco da arte em grafitti onde fica o Beco do Batman e também muito conhecida pela sua arquitetura. Fizemos um post totalmente dedicado à Vila Madá, um bairro singular para quem trabalha ou é interessado em arquitetura, moda, arte e gastronomia.

O MASP é o coração arquitetônico da Avenida Paulista

Barcelona

Pensar em Barcelona é pensar no paraíso para quem aprecia a arquitetura. O modernismo catalão liderado por Antonio Gaudí surgiu para valorizar as riquezas da Catalunha em contraste à capital Madrid. Como é de costume a todos que tentam seguir por caminhos diferentes dos já trilhados, o movimento artístico do século XIX foi visto como motivo de piada pela população espanhola da época. Mal sabiam eles que a inovação modernista tornaria Barcelona um destino turístico graças a sua arquitetura, que se tornou uma enorme referência histórica e cultural. O estilo colorido e alegre do lugar contagia e, com certeza, torna a missão de ir embora ser muito difícil.

Parada obrigatória é a grande obra arquitetônica da Gaudí: a Sagrada Família.

O templo continua em construção, pois carrega uma riqueza de detalhes sem igual. Outro destaque é o Parque Güell, projetado pelo mesmo arquiteto! Também vá ao Museu Nacional de Arte da Catalunha – lá você vai entender todas as referências artísticas e históricas que fundamentaram Barcelona.

Não é só de arquitetura do século XIX que vive a cidade. Barcelona também possui áreas onde a arquitetura hipermoderna está presente. O Distrito 22@ é uma região de Barcelona que foi revitalizada e hoje atrai pessoas pela sua arquitetura hiper modernista. Para quem é ligado em arquitetura, não pode deixar de passear pelas ruas do Distrito e visitar o museu de arte contemporânea Can Framis.

CMT – Comissió del Mercat de Telecomunicacions. Foto: Elena Gracia

Arquitetos ou não, todos buscam respirar um pouquinho da obra de arte é essa cidade.

Buenos Aires

Andar pelas calles porteñas é passear pelo ontem e hoje no quesito arquitetura. A capital da Argentina tem o poder de aliar em poucos metros grandes construções históricas a movimentos artísticos modernos e contemporâneos. A diversidade é palavra-chave quando se fala em construção arquitetônica da cidade, que abriga tanto o design clássico europeu quanto revoluções racionalistas.

E falando em arquitetura racionalista, quer algo mais fantástico que o Edifício Kavanagh?

O arranha-céu de 1936 é fruto de uma história de desamor digna de Shakespeare: Corina Kavanagh era filha de uma família rica e tradicional argentina. Jovem, se apaixonou pelo filho da família Anchorena, porém, nunca pode viver seu amor, já que contrariava a vontade dos pais de ambas as famílias. Como forma de vingança, Corina mandou construir um prédio gigantesco (que acabou com 31 andares) a fim de esconder a Igreja do Santíssimo Sacramento, construída nos anos 1920 para ser usada pelos Anchorena como sepulcro familiar. A construção não só ofuscou a bela catedral, como também se tornou um dos mais importantes marcos na arquitetura argentina.

Edifício Kavanagh é a prova de que história e arquitetura andam de mãos dadas

Impossível passar por Buenos Aires e não dar uma passada na Plaza San Martin para apreciar esse gigante, né?

A modernidade também tem muito lugar na capital argentina. O bairro Palermo Soho, por exemplo, é recheado de arquitetura e design contemporâneo, sendo um dos principais polos gastronômicos e culturais. Tudo lá é pensado para manter a estética corrente, que é de encher os olhos. Os projetos arquitetônicos são inspiradores e cheios de tendências, como esse prédio entre medianeiras na rua Bulnes, 2552. O edifício pode até ser pequenino, mas o que não lhe falta é charme.

O estilo da construção é encantador. Foto: Buenos Aires Para Chicas

Assim como a Vila Madalena, em SP, até suas paredes são atração turística, com os artes super coloridas, dando um toque super divertido e cool para as ruas de Buenos Aires.

Paredes inspiradoras do Palermo Soho. Fotos: Marina Menezes

Paris

A cidade mais romântica da Europa também reúne edifícios importantíssimos para a arquitetura. Seus prédios antigos contam um pouco da história do mundo como conhecemos hoje, além de serem uma visão maravilhosa para qualquer turista.

Visite as atrações turísticas tradicionais e observe a imponência da Torre Eifffel, do Palácio de Versailles, da Sacre Coeur e da Catedral de Notre Dame. Também vá à Filarmônica de Paris e à Fundação Louis Vuitton para apreciar um pouco da modernidade que elas trazem às ruas antigas da capital francesa.

A Catedral de Notre Dame é um dos edifícios mais antigos da Europa!

Um dos grandes marcos da arquitetura moderna mundial está em Paris: o Centro Georges Pompidou, assinado por Renzo Piano e Richard Rogers. Inaugurado em 1977, o espaço abriga o Museu Nacional de Arte Moderna e apresenta uma estrutura metálica marcante. Anualmente o Pompidou recebe, em média, 6 milhões de visitantes – sendo um dos pontos turísticos mais populares da França.

O Pompidou é parada obrigatória na capital francesa.  Foto: top10-things

Singapura

Singapura é um dos lugares mais modernos de toda a Ásia – a arquitetura é uma mistura eclética de estilos, cheia de elementos exóticos que refletem a diversidade do destino. Sua economia forte é refletida em arranha-céus fantásticos!

O que não falta em Singapura são atrações arquitetônicas: toda a Orchard Bay, por exemplo, é cheia de lojas e prédios interessantes para os arquitetos. Além disso, o Marina Bay Sands Hotel é lindo e oferece um observatório da cidade-estado. Não deixe de conferir também o museu, em forma de flor de lótus, que fica dentro do complexo.

A piscina com vista do Marina Sands Bay Hotel é de tirar o fôlego

Tel Aviv

A jovem cidade israelense possui pouco mais de cem anos e já foi eleita pela UNESCO um Patrimônio Mundial. Isso porque é conhecida mundialmente como o local que mais concentra construções no estilo alemão Bauhaus. Entretanto, as ruas estão em evolução constante e se modernizam cada dia mais.

Vá ao Museu de Arte de Tel Aviv e aprecie a beleza arquitetônica do local. É impossível não se encantar também com o Atarim Square e o Teatro Habima, que são fenomenais!

Os prédios em estilo Bauhaus são tradicionais do panorama cidade

Estes foram só alguns de muitos destinos importantíssimos para amantes de arquitetura. Qual o lugar que você sempre quis conhecer? Conta pra gente!

Voltar
Vamos conversar?
Entre em contato conosco através do formulário abaixo ou pelo e-mail. Responderemos o mais breve possível.

quero que entrem em contato comigo através do whatsapp